segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Saudade+Amor+Confiança+Felicidade

Muitos sentimentos e muita vontade de escrever....

Saudade. De casa é claro. Ainda não me acostumei com essa falta. Se é que isso é possível. É como se eles fossem chegar a qualquer momento, fazendo barulho, bagunçando a casa, deixando as coisas em cima do sofá. Sem eles, a casa parece nua. Faltam todos eles aqui para mim. E me falam... isso é normal, você ainda é nova de sair de casa. Mas como posso me acostumar a viver longe das pessoas que eu mais amo nessa vida? Nem que passasse a vida toda, eu não me acostumaria. Sou de um lado saudade e do outro, força. Ás vezes a balança desequilibra para um lado. Mas logo volta. Eu criei asas e não podia deixá-las atrofiar pelo simples medo de levantar voar. Mas as lições aprendidas são da mesma intensidade dos tombos e das felicidades. Exatamente na mesma proporção. 

Confiança. Aprendi que você pode ganhar o respeito de uma pessoa de duas formas. Uma é a imposição. A outra é com o trabalho duro. E quando essa pessoa é seu chefe, descarta-se a 1ª opção e nos jogamos de cabeça no trabalho. E como é bom perceber que o salto foi mais extraordinário do que os ensaios da vida toda. Confiar no próprio trabalho é uma das melhores sensações dos últimos dias. 

Amor. Tentei desfazer algumas coisas do passado que estavam atrapalhando e ocupando muito espaço aqui dentro. Parece que está dando certo. Mas até quando as longas histórias do passado vão ficar longe? Queria muito que elas não voltassem. Quero um novo amor, aliás, tenho um novo amor e como é bom quando estamos juntos. É suave e ao mesmo tempo intenso. Ele é sutil com as palavras, cuidadoso para ser sempre sincero comigo, por mais que a sinceridade me machuque ás vezes. Seu beijo é bom tanto quanto seu abraço e a forma de me olhar.

Felicidade. Como alguém pode estar feliz com todos os tombos que a vida está dando? Disse uma vez que a melhor parte da vida é justamente a parte onde eu aprendo. Aprender a viver e a cuidar de mim. Como é bom quando você entende exatamente a lição que a vida quer te dar. Estou feliz. Apesar de que, eu acredito que a felicidade não é o destino e sim o caminho. E como é bom passear por esse caminho

Amar alguém do jeito certo. Aprende a cuidar da alma. Dormir bem, tratar bem meus cabelos e gostar do que vê quando olha no espelho. Cuidar da casa, lavar a louça, dividir o almoço com as amigas. Trabalhar duro, trabalhar muito, gostar do que faz e descobrir que escolheu a profissão certa. Saber ter das pessoas o que elas tem de melhor, fazer compras no domingo, ligar para casa e escutar a voz da irmã que está longe, conhecer pessoas boas e outras nem tanto.

Ah, como eu gosto da vida...



Se posso dizer... assim são as gotas: mãe, pai, bi, jú e eu...

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog Maaaaaaa... Vou te seguir... Bjo bjo!!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Má, sempre bom vim aqui e ler seus sentires. = )

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir